Diva Mística Drops #7 - Uma Fórmula Mística, Um Ritual

8b18ba36f992982ed3ba86224333f7e9.jpg

Por Gabriela Bueno

Em tempos de sem tempo irmão precisamos de práticas simples que nos ajude a manter o foco ou a voltar ao eixo do jeito mais fluido possível. E numa dessas percebi que levo música como mantra na vida. 

Mantra e music. Recitados ou cantados repetidamente, dizem que o mantra abre caminhos, remove as trevas, purifica os chakras, relaxa e induz um estado de meditação em quem canta ou escuta. Também te sueña como uma boa música? Por supuesto. 

Nas minhas pesquisas descobri que mantras também são definidos como instrumentos de pensamento. "instrumentos de pensamento", achei lindo isso. Expansão de consciência e, com vocês, alguns dos meus instrumentos:


"Não mexe comigo que eu não ando só" Maria Bethânia musa eterna em “Carta de Amor”, música-mantra da minha vida. Inteira.


"Você está nas ruas de São Paulo, onde vagabundo guarda o sentimento na sola do pé" trecho de "Vivão e vivendo", OBGD Racionais MC's.


"Escolhas foram feitas, não é só questão de sorte.", "Amar é para os fortes." 1BJOD2.


"Onda do mar do amor que bateu em mim." ai, Caetano...


"Os preto é chave, abram os portões!" tiamu, Rincon.


"Coloca calma, carinho, tempero, zen. Uma lambida no zóinho é tão gostoso também." Liniker, Calmô.


"A vida quando quer bater não alisa." Kamau em “Lágrimas de palhaço”.


A INSPIRAÇÃO QUE HÁ EM MIM SAÚDA A INSPIRAÇÃO QUE HÁ EM VOCÊ.

Marcela Zanon