Futebol Feminino Tem Raça, Mas Dinheiro...

sub-20124684.jpg

Já que estamos falando de mulheres e de esportes, vale emendar nesse assunto, que não é uma boa notícia, mas precisa estar em pauta.

Uma pesquisa realizada pelo Sindicato Internacional de atletas do futebol (FIFPro) em parceria com a Universidade de Manchester, mostra que metade das jogadoras não recebe qualquer salário para jogar, nem tem contrato formal com seus clubes.

Mas, há uma luz no fim do túnel, pois essa realidade começa a mudar, à passos lentos, mas antes tarde do que muito tarde, certo?

Inclusive, a Rahall está trabalhando em um mapeamento para levantar nomes, times, projetos relacionados à futebol feminino. Se você tiver algo para nos contar, não se avexe e nos escreva!