Novas Frequências 2018 - Programação do dia 08/12

Por Chico Dub

Resumão Dia 08/12 Novas Frequências

Depois de andar de cavalinho na Praça Xavier de Brito, na Tijuca, 10 da manhã, ao som do piano de Áine O’Dwyer, e de conferir a instalação sonora do Dubversão Sistema de Som no MAR, que tal rebolar até o chão? Sabadão é dia de festa do Novas Frequências no Gamboa 345, a antiga quadra da Vizinha Faladeira, na Gamboa. 

De maneira despretensiosa, acabamos reunindo, através dos 5 artistas do line-up, alguns dos coletivos mais relevantes da atualidade. Com origens européias (Suiça) e africanas (República do Congo), Bonaventure chega ao NF com três credenciais simultâneas: é ao mesmo tempo alumni da plataforma europeia SHAPE e dos incensados coletivos Discwoman e Non Worldwide. Enquanto que o primeiro é uma mistura transcontinental de gravadora e rede social que usa a Internet para lutar contra o silenciamento da cultura africana, o segundo é uma agência de bookings e plataforma de eventos que tem a missão de apresentar e representar mulheres na música eletrônica. Saskia e Guillerrrmo, a primeira de Porto Alegre e a segunda de Manaus, são filiadas à Coletividade NÁMÍBIÀ, um encontro de pessoas negras ligadas às artes visuais e a música eletrônica. Pesquisador de sonoridades oriundas a partir da diáspora africana e de sons produzidos pela periferia do mundo, Galo Preto, além de ser um dos produtores e residentes da festa Rebola, é ligado ao Solar dos Abacaxis, uma instituição cultural com o propósito de elaborar formas alternativas de estar juntos por meio da cultura da mestiçagem.

Encabeçando a noite em busca do transe perfeito, RP Boo, considerado por muitos como um dos fundadores do footwork, estilo de música e dança de ritmo sincopado, repetitivo e veloz (em torno de 160 BPM) que é neto da house music de Chicago.

Manuela Rahal