Books For All - Memórias de Uma Beatnik

51MbuCwd5xL._SX331_BO1,204,203,200_.jpg

Por Renan Flumian

Ao dizer beatniks, logo vem na cabeça uns caras que viveram ao e no extremo. 

O mais popular, on the road de Jack Kerouac, ainda povoa sonhos de jovens desiludidos nessa contra-mão sem faixa de pedestre chamada mundo.

E as mulheres? Sem elas o movimento dos beats não seria o que foi e é. 

Pra começar a alongar as linhas desse grito-protesto que novamente estaciona nas gargantas secas do mundo árido de sonhos.

Leia pra ver a geração beat pelos olhos de uma mulher:

"Memórias de Uma Beatnik", Diane di Prima. Veneta. 214 páginas, 2013.”

Manuela Rahal