Dream Crazy

nike.jpg

Por Manuela Rahal

Há algum tempo a Nike se prepara para esse momento de virada tão importante e tão “não prioritário” - até então - para o mundo dos esportes.

Você sabia que, até hoje, em pleno 2019, as mulheres não tinham nenhum uniforme feminino para jogar futebol? Parece surreal, mas era uma realidade, totalmente não prioritária, como quase todas as mudanças estruturais que são relacionadas quando misturamos dois ingredientes: mulheres e esportes.

Mas, chegou a vez delas e, na próxima Copa do Mundo de Futebol, a ser realizada em julho deste ano, em Paris, 13 seleções irão apresentar seus novos uniformes. São elas: França, Inglaterra, Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Holanda, Noruega, China, Coreia do Sul, Chile, África do Sul e Nigéria.

cbf-1.jpeg

Ontem pela manhã, logo depois do anúncio oficial, que rolou também em Paris, envolvendo delegações dos times acima e reunindo muitas personalidades do universo Nike, conversei brevemente com uma mulher em particular que trabalhou bastante para esse tão sonhado dia. Barbara Casara trabalha na Nike há quase uma década, Barbara Casara joga futebol desde sempre e atualmente está à frente do departamento de global da categoria dentro da companhia.

Ela chorou, ela lembrou da jovem Barbara, ela talvez tenha alcançado a satisfação que o trabalho com propósito nos dá, de um jeito muito legítimo. Fiquei pensando nas tantas meninas mundão afora, nas tantas meninas que nós, da Rahall, conhecemos há bons meses atrás, quando começamos a pesquisar e entender o cenário amador de futebol feminino - apenas em São Paulo. Quando começamos a fuçar, parecia impossível parar, o número de meninas, mulheres e apaixonadas por esse esporte nos deixou boquiabertas. Tudo bem proporcional à dificuldade e inúmeras barreiras que essas jovens encontram para simplesmente praticar aquilo que amam.

Esse dia chegou, data que marca uma pequena-imensa vitória, como tudo no universo feminino. Parabéns a todas as campeãs que continuam driblando obstáculos e preconceito. Parabéns pelo golaço, Nike.

#dreamcrazy






Manuela Rahal